Menu

DOM EDUARDO ZIELSKI

Dom Eduardo Zielski, nascido em Brodnica na Polônia aos 12 de Fevereiro de 1947, cursou os estudos de 1º e 2º grau também na sua cidade natal. Desde cedo ajudou nos afazeres de casa e na juventude ajudava o seu pai que era pedreiro até mesmo depois que ingressou no Seminário bem como no período de férias.

 

Concluiu os estudos de Filosofia e Teologia no Seminário Maior na cidade de Pelplin na Polônia e foi Ordenado padre no dia 21 de Maio de 1972 em sua cidade, Brodnica. No mesmo ano, colaborou na Paróquia de Santa Cruz em Osie na Polônia e dois anos depois vai para a Paróquia de Nossa senhora do Rosário em Gdynia - Demptowo - Polônia.

 

Como Padre jovem, desperta em si o desejo de ser Missionário que veio a se concretizar em 1980, quando sai da Polônia e busca o Brasil como Missionário “Fidei Donum”, ao que chega no estado de Santa Catarina para aperfeiçoar o idioma, vindo depois em 1981 a assumir a Paróquia de Cristo Rei em Blumenau. Como pároco, participou de um Projeto de Evangelização denominado de Igrejas Irmãs (que funcionou como um intercâmbio entre as Dioceses de Blumenau e de Irecê na Bahia). A partir dessa experiência, percebendo as diversas dificuldades e necessidades do povo espiritualmente, parte para o Nordeste e torna-se pároco da Catedral de São Domingos em Irecê na Bahia, tendo que atender mais de cinco municípios que então não tinham Padres. Cinco anos depois chega a Diocese de Floresta em Pernambuco ao que recebe a Paróquia de Santo Antônio de Pádua na cidade de Ibimirim, permanecendo por lá 6 anos. Daí é transferido para o Santuário de Nossa Senhora da Saúde em Tacaratu também em Pernambuco.

 

Mas sempre com um grande “Ardor Missionário” marcado pelo zelo espiritual do rebanho que lhe fora confiado por Deus, veio para Dom Eduardo a afirmação de sua missão no dia 02 de Fevereiro de 2000, durante o Festejo da Padroeira de Tacaratu, Nossa Senhora da Saúde, quando foi nomeado pelo Papa João Paulo II, Bispo da Diocese de Campo Maior no estado do Piauí, sendo Sagrado Bispo no dia 07 de Maio de 2000 na Catedral de Santo Antônio na mesma cidade.

 

SOBRE O BRASÃO:


LEMA: “SOLA MISERICORDIA”


COMENTÁRIO: “A humanidade não encontrará a paz, enquanto não se voltar, com confiança, à Minha Misericórdia” (Diário da Beata Faustina, Apóstola da Misericórdia)


ESCUDO: No campo azul uma cruz luminosa com coração no centro do qual saem dois feixes: vermelho e pálido.


COMENTÁRIO: Maria trouxe para nós Jesus, que morrendo na cruz, permitiu que Seu coração fosse aberto pela lança, do qual saíram o Sangue e Água. O coração aberto de Jesus, sinal do amor misericordioso de Deus, derrama sobre a humanidade a água que justifica e o sangue que da a vida. “Ó Sangue e Água que jorraste do coração de Jesus, como fonte de misericórdia para nós, eu confio em Vós”. (Diário da Beata Faustina).


Fontes: Blog Diocese Campo Maior, Wikipedia, The Hierarchy of the Catholic Church e GCatholic.

Diocese de São Raimundo Nonato - PI

CNBB - Regional Nordeste 4