Menu

PROJETOS PASTORAIS 2015:

Introdução

“Naquele que me fortalece”

Aos padres, diáconos, irmãs religiosas de vida consagrada, fiéis leigos e leigas de nossa Diocese,Graça e Paz!

O nosso coração se eleva cheio de gratidão a Deus, nosso Pai e Senhor da Messe, pela nossa Assembleia Diocesana de Pastoral realizada de 28 a 30 de novembro de 2014, no Centro de Pastoral Dom Inocêncio, em São Raimundo Nonato. Com o bispo diocesano, estavam reunidas 114 pessoas representando a totalidade do povo de Deus: clero, religiosas de vida consagrada, fiéis leigos e leigas.

Começamos nossa assembleia fazendo retrospectiva de nossa caminhada e rendemos graças a Deus por tudo que Ele operou de bom através de nossas comunidades paroquiais, de nossos organismos e serviços pastorais. Sabemos, no entanto que resta um longo caminho a percorrer e muitos desafios a responder. A leitura da realidade, ao nos colocar em contato com as raízes históricas e antropológicas da formação cultural de nossa região, nos comprometeu a uma evangelização mais inculturada que valorize a riqueza de nossas diversas matrizes étnicas e culturais, especialmente nossas heranças indígenas e africanas,  a fim de que os valores do Evangelho possam fecundar a nossa história, transformando mentalidades e atitudes em vista de uma sociedade mais inclusiva, mais acolhedora e fraterna, sem preconceitos e discriminações.

O tema central da Assembleia, “A conversão pastoral da paróquia”, nos interpelou para renovar nossas paróquias mediante uma mudança de mentalidade e de atitude que nos conduza a realizar todas as atividades e iniciativas pastorais em chave missionária de modo que coloque a Igreja em estado permanente de missão. A conversão pastoral nos impulsiona a recuperar o sentido da paróquia como comunidade, como casa e lar de todos, a fim de que nossas comunidades sejam mais acolhedoras, proporcionando a cultura do encontro, de modo que seus membros vivam em comunhão entre si como autênticos discípulos missionários de Jesus Cristo. A renovação paroquial mais do que multiplicar o trabalho do pároco, trata-se de um modo novo de ser e de fazer as atividades pastorais incentivando o protagonismo dos leigos, dando-lhes todo suporte para que assumam com competência e qualidade sua missão na Igreja e mundo.

Durante a Assembleia, tivemos a oportunidade de refletir sobre a Igreja e questão agrária brasileira no início do século XXI (Doc. 101 da CNBB) e sobre o texto de estudo da CNBB que trata da missão dos cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade. Mantivemos como prioritários os projetos pastorais de animação bíblico-catequética para capacitação de agentes para a formação de catequistas e o setor juventude, especialmente o projeto Missão Jovem e fortalecimento da pastoral vocacional; elegemos ainda como prioridade a pastoral familiar e a organização do COMIDE e dos COMIPAs que estimulem a realização das iniciativas paroquiais em chave missionária. Pomos em destaque algumas situações que merecem atenção especial das paróquias e definimos o Calendário de 2015, que segue neste livreto.

Procuremos, em nossa programação pastoral, enfatizar 2015 como o ANO DEDICADO À VIDA CONSAGRADA, proclamado pelo Santo Padre, e como o ANO DA PAZ, como propôs a CNBB.

 Que o Senhor Jesus envie sobre nós a força do seu Espírito Santo para que cumpramos com renovado ardor missionário o mandato que Ele nos confiou a fim de que a Boa Nova do Reino se propague em todos os recantos de nossa Diocese.

Feliz Natal e um Ano Novo cheio de graça e paz.

São Raimundo Nonato, rogai por nós.

São Raimundo Nonato, 20 de dezembro de 2014.

 Dom João Cardoso

Bispo Diocesano


 PROPOSTAS PASTORAIS PARA 2015

PROJETOS PRIORITÁRIOS

01 - CAPACITAÇÃO BÍBLICO-CATEQUÉTICA DIOCESANA 

Objetivo Geral

Capacitar agentes leigos para assessorar, coordenar e dinamizar a Dimensão Bíblico-Catequética nos níveis comunitário, paroquial e diocesano. 

Objetivos específicos

1. Preparar agentes para a formação de catequistas nas paróquias;

2. Aprofundar as orientações e conteúdos básicos necessários ao desempenho eficaz da ação bíblico-catequética e do ministério da coordenação;

3. Aprender os elementos teóricos e práticos da  metodologia catequética;

4. Buscar pistas para o acompanhamento do itinerário da fé de crianças, jovens e adultos;

5. Refletir e iluminar a prática da catequese inculturada;

6. Incentivar a pesquisa na área bíblico-catequética;

7. Despertar o compromisso com uma catequese em missão permanente;

8. Promover, articular e dinamizar a ação catequética em todos os níveis. 

Carga horária: 75 horas em 05 módulos. 

Calendário

Primeiro Módulo: 21 e 22 de março de 2015 – São Raimundo Nonato;

Segundo Módulo: 16 e 17 de maio de 2015 – São Raimundo Nonato; 

Terceiro Módulo: 11 e 12 de julho de 2015 – São Raimundo Nonato; 

Quarto Módulo: 05 e 06 de setembro de 2015 – São Raimundo Nonato;

Quinto Módulo: 14 e 15 de novembro de 2015 – São Raimundo Nonato.

Frequência

Para fins de certificado é obrigatório a frequência de 80% (oitenta por cento) das atividades e entrega dos trabalhos solicitados.

Perfil para inscrição

Conclusão do Ensino Médio;

Experiência como catequista;

Participação ativa na comunidade paroquial.

MÓDULO I

- Catequese Renovada

- Catequese Evangelizadora

- Catequese Inculturada

- Metodologia de Estudo

MÓDULO II

- Introdução ao Estudo Bíblico

- Introdução ao AT: Pentateuco, Históricos,

Proféticos, Sapienciais.

MÓDULO III

- Introdução ao NT: Evangelhos, Atos, Cartas, Apocalipse.

- Metodologia de estudo Bíblico.

MÓDULO IV

- Psicologia das Idades

- Psicopedagogia Catequética

-Metodologia Catequética: Crianças, adolescentes, jovens e adultos.

MÓDULO V

- Espiritualidade e Missão do Catequista

- Catequese e Liturgia

- Formação de Catequistas

02. SETOR JUVENTUDE

Mobilizar o Setor Juventude na Diocese tendo como referenciais: Documento 03 da CNBB: “Evangelização da Juventude” e Texto de Estudos da CNBB 103: “Pastoral Juvenil no Brasil”.

 

2.1 Missão Jovem

A juventude não vai parar e com fé em Deus vai ao encontro

Objetivo geral

Proporcionar aos jovens o fortalecimento da experiência discipular com Jesus Cristo, despertando-os para o compromisso com a Igreja para ir, com Cristo, ao encontro de outros jovens.

 

Justificativa

As Diretrizes Diocesanas assumiram os apelos das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2001-2015), para que a Igreja esteja em estado permanente de missão. “A Igreja é indispensavelmente missionária. Ela existe para anunciar, por gestos e palavras, a pessoa e a mensagem de Jesus Cristo” (DGAE-2011-2015, n. 30).Se a Igreja deixar de ser missionária, ela deixa de ser Igreja. Por isso, a Diocese de São Raimundo Nonato, deseja “incentivar a realização de missões jovens” a fim de dar continuidade ao espírito missionário da JMJ-Rio 2013.

 

Estratégias

Convocação de jovens de todas as expressões juvenis para seminários e outros eventos de caráter Missionário, em nível de Diocesano e de foranias, como também, visitas às paróquias a serem missionadas; janeiro de 2015, março de 2015 e julho de 2015, concluindo esse Projeto Missionário com a realização da Jornada Diocesana da Juventude em outubro de 2015.

 

Recursos

Párocos e paróquias a serem missionadas; Setor Juventude; equipes diocesana e paroquial das missões jovens para adquirir recursos e buscar parcerias.

2.2 Pastoral Vocacional

Articular a Pastoral Vocacional com as pastorais de juventude visando fortalecer a pastoral vocacional e a criação de equipes paroquias.

03. PASTORAL FAMILIAR

Objetivo

A partir da estrutura proposta na Familiaris Consortio e do DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR (CNBB, 2004), considerando a realidade da diocese, organizar a pastoral familiar visando promover, fortalecer e evangelizar a família.

Ações principais:

- Formar agentes qualificados que saibam transmitir com simplicidade os ensinamentos da Igreja a respeito da família.

- Oferecer, com qualidade, formação aos noivos e casais nos três estágios de preparação ao matrimônio: remota, próxima e imediata.

Temas de formação para noivos e casais: a indissolubilidade do vínculo, a superação das crises conjugais, a abertura da relação conjugal para a fecundidade e a responsabilidade prioritária na educação dos filhos.

- Acolher toda e qualquer realidade familiar, para que o Evangelho continue a penetrar na história de cada pequena “Igreja doméstica”.

- Unir esforços para que a família seja, de fato, um santuário da vida que valoriza o ser humano em todos os seus estágios, desde a concepção até a morte; repudiando o aborto e ajudar a compreender e praticar os métodos naturais.

- Promover o fortalecimento dos laços familiares nos ensinamentos evangélicos e apontar caminhos para a solução das crises e dos problemas intrafamiliares a fim de evitar as separações e o divórcio.

- Incentivar o crescimento da espiritualidade familiar.

- Despertar a família para o seu papel educador, de escola onde se aprendem e experimentam os valores humanos e evangélicos.

- Despertar o sentido missionário da família.

- Oferecer contínuo apoio aos casais e famílias das comunidades e paróquias e reaproximar as famílias afastadas da Igreja.

- Prosseguir na articulação e na busca de apoio dos integrantes dos Movimentos, Serviços e Institutos Familiares e de promoção e defesa da vida.

04. ESTADO PERMANENTE DE MISSÃO

Dinamizar o COMIDE (Comissão Missionária Diocesana) a fim de que o mesmo possa dar continuidade à formação de missionários leigos e leigos e incentive a formação dos COMIPAs (Comissão Missionária Paroquial).

Incentivar para que todas as pastorais, grupos, movimentos e serviços desenvolvam suas atividades em chave missionária, saindo do espaço da organização do próprio grupo pondo-se em estado permanente de missão.

Ações

- Formação de missionários leigos e leigas em nível forâneo;

- Visitação e jornadas missionárias;

- Criação dos COMIPAs;

- Realizar os festejos em chave missionária como espaço de evangelização e de conhecimento dos documentos da Igreja e dos projetos e prioridades pastorais da diocese.

DESTAQUES 

1.    PASTORAL DA CULTURA E EDUCAÇÃO

1.1  Organizar a Pastoral Universitária.

1.2   Buscar informação junto à Secretaria de Educação a respeito de ENSINO RELIGIOSO e disponibilizar um Padre para acompanhar os Professores, oferecendo material.

 

2.    IMPLANTAÇÃO DA PASCOM NAS PARÓQUIAS

 

3.    PASTORAL SOCIAL

3.1  Fortalecer a Comunidade Terapêutica;

3.2  Formação Fé e Política;

3.3  Fortalecer a CPT.

3.4   Atuar através da CÁRITAS e respaldá-la no apoio às famílias que serão atingidas com a mineração.

3.5   Organizar o CNLB (Conselho Nacional de Leigos do Brasil) na diocese.

 

4.    FORMAÇÃO LITÚRGICA EM TORNO DOS TEMPOS LITURGICOS.

 

5.    ENFATIZAR 2015 COMO OANO DEDICADO À VIDA CONSAGRADA E À PAZ

 

- ANO DEDICADO À VIDA CONSAGRADA

Assumir a programação preparada pela CRB Diocesana e inserir o espírito do ano da vida consagrada nas atividades e iniciativas pastorais paroquiais e diocesanas (novenas de padroeiro, celebrações festivas, solenidades...).

 

- ANO DA PAZ

Inserir sua temática e propostas nas iniciativas pastorais paroquiais, celebrações, eventos e festas de padroeiros

PROJETOS PASTORAIS 2014:

Na Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada em 29 e 30 de novembro e 01 de dezembro de 2013, tendo como tema central a COMUNIDADE DE COMUNIDADE: UMA NOVA PARÓQUIA,foram aprovados quatro projetos pastorais para a Diocese de São Raimundo Nonato (Dízimo, Pastoral de Comunicação, Missão Jovem e a Pastoral de animação bíblico-catequética) e seis destaques que as paróquias deverão levar em consideração no planejamento no ano de 2014. 

01.  PROJETO PASTORAL DO DÍZIMO

Objetivo geral

Oferecer aos fiéis um conhecimento mais profundo sobre o dízimo, levando-os a uma experiência de fé, de partilha e de maior corresponsabilidade com a manutenção e sustentação da Igreja.

Justificativa

As Diretrizes Diocesanas assumiram a implantação do dízimo nas paróquias, como expressão da corresponsabilidade e solidariedade na manutenção da Igreja e dos seus ministros, visando maior autonomia financeira de nossas paróquias.

Para ser uma Igreja comunidade de comunidades é preciso desenvolver nas pessoas o senso de pertença através da implantação e fortalecimento do dízimo nas paróquias, pois através do Dízimo expressamos nossa fé, a nossa gratidão a Deus e a nossa corresponsabilidade na manutenção da igreja, da ação evangelizadora e dos ministros ordenados. 

Meios e estratégias

Formar, nas paróquias e comunidades, uma equipe de zeladores missionários do Dízimo.

Manifestar afeto aos dizimistas, valorizando as datas de aniversário de cada um e outras datas significativas.

Criar um plano de ação diocesana para a pastoral do Dizimo.

Que a equipe diocesana do dízimo seja formada por um representante de cada forania para animar as atividades, oferecer subsídios e formação aos zeladores missionários do dízimo.

As paróquias devem valorizar os encontros diocesanos e enviar zeladores missionários do dízimo para a formação.

O pároco e a equipe paroquial do dízimo devem assumir a organização das semanas missionárias paroquiais do dízimo contando com o apoio e suporte da equipe diocesana.

A equipe paroquial de zeladores missionários do dízimo deve se deslocar para visitar, animar e implantar o dízimo nas pequenas comunidades missionárias da paróquia.

Atividades para 2014

Promover uma semana missionária do dízimo nas paróquias da diocese, em que os missionários da forania iriam a uma paróquia e lá passariam uma semana fazendo sensibilização e animação através de visitas, formação, testemunho;

Promover encontros em nível diocesano e de forania com assessoria qualificada para dar formação às equipes paroquiais do dízimo.

Realizar encontros de preparação à semana missionária do dízimo.

Responsáveis

Coordenação Diocesana e Equipes Paroquiais do Dízimo.

02.  PROJETO PASTORAL DE ANIMAÇÃO BÍBLICO-CATEQUÉTICA

Objetivo Geral

Criar uma equipe diocesana de formadores de catequistas das paróquias. 

Objetivos Específicos

- Propiciar a formação continuada de catequistas para atuarem como formadores paroquiais de outros catequistas, respondendo as exigências de formação dos documentos eclesiais com base no processo de Iniciação à vida cristã.

- Oferecer um roteiro com os temas gerais a serem trabalhados nas diversas etapas da catequese.

- Desenvolver a mística própria do estilo catecumenal tornando-a o fio condutor em todo processo formativo. 

Justificativa

As Diretrizes Diocesanas assumiram os apelos das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2001-2015), segundo as quais “a mudança de época exige que o anúncio de Jesus Cristo não seja mais pressuposto, porém explicitado continuamente. O estado permanente de missão só é possível a partir de uma efetiva iniciação à vida cristã.” (DGAE, 2011-2015, n. 39). Por isso, se faz necessário “desenvolver, em nossas comunidades, um processo de iniciação à vida cristã que conduza a um encontro pessoal, cada vez maior com Jesus Cristo” (DGAE, 2011-2015, n. 40). Por isso, faz-se importante oferecer um processo de catequese permanente que vá além da preparação para os sacramentos e, numa perspectiva bíblica, litúrgica, eclesial e existencial, torne-se uma autêntica iniciação à vida cristã capaz de colocar realmente as pessoas em contato com Jesus Cristo, seu seguimento e a missão evangelizadora (DAp n.287).

O Diretório Geral para a Catequese (DGC n. 49) nos adverte que o processo evangelizador deve ser assumido de forma tal que integre a ação missionária como o primeiro anúncio que chama à conversão e à fé, a ação catequética como iniciação à vida de fé no seguimento de Jesus Cristo e a ação pastoral enquanto educação permanente da fé na experiência da vida em comunidade.

Além das orientações gerais da Igreja, a pastoral catequética na Diocese carece de uma maior unidade na formação dos catequistas para que os mesmos possamconhecer, aprofundar e viver a fé para poder transmiti-la com coerência, convicção e clareza. De fato, somente comuma boa preparação é que as e os catequistas poderão ajudar os catequizandos, suas famílias e as outras pessoas da comunidade a dar uma resposta de fé frente ao mundo de hoje com seus valores, desafios, aspirações, motivações e ofertas religiosas.É preciso ainda renovar o jeito de fazer catequese para que ela possa falar ao coração das pessoas e assim despertá-las para novas atitudes de fé e vida.

A formação permanente de catequistas é uma forma de responder as pistas de ação das Diretrizes Diocesanas referentes à iniciação cristã buscando qualificar as equipes que trabalham com a catequese de iniciação, formação permanente e o catecumenato de adultos. 

Conteúdos

Os conteúdos têm como fundamento e referência a Sagrada Escritura, o Catecismo da Igreja Católica, o Diretório Geral para a Catequese, o Documentode Aparecida e os documentos da CNBB: Catequese Renovada, o Diretório Nacional de Catequese e as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora. Serão utilizados outros textos e subsídios produzidospelas Dioceses e Regionais.

Atividades

Serão ofertadas, anualmente, em nível diocesano, duas formações em dois finais de semana finais com início na sexta-feira à noite até domingo ao meio-dia, disponibilizando duas vagas para cada paróquia.

Realização do Congresso Diocesano de Catequese, previsto para 16 ou 17 de novembro de 2014, destinado a todos os catequistas, evangelizadores e missionários leigos e ordenados.

Responsável

Coordenação Diocesana de Catequese. 

03.  PROJETO PASTORAL DE IMPLANTAÇÃO DA PASCOM

 

Objetivo Geral

 Articular a comunicação das paróquias com a diocese de São Raimundo Nonato em comunhão com o Regional nordeste IV e a Igreja no Brasil, considerando os meios e os processos de comunicação, tendo presente a cultura gerada pelas novas tecnologias e os documentos da Igreja, para anunciar o Reino de Deus.

 

Justificativa

A comunicação é um ato primordial na vida do ser humano, seu papel fundamental é a geração de comunhão, através dela podemos trocar experiências e crescer juntos.

As Diretrizes Diocesanas assumiram os apelos das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2001-2015), comprometendo-se a ser uma Igreja em estado permanente de missão, em que “a atual consciência missionária interpela o discípulo missionário a ‘sair ao encontro das pessoas, das famílias, das comunidades e dos povos para lhes comunicar e compartilhar o dom do encontro com Cristo’” (DGAE-2011-2015, n. 31, DAp. n. 548).

Os bispos do Brasil têm lançado o apelo para a renovação da paróquia, que deve usar os novos códigos e meios de comunicação existentes em nossa sociedade, especialmente as redes sociais e os novos tipos de relacionamento que a mídia possibilita para interagir de forma diferenciada com seus fiéis que estão conectados, acessam dados e vivem entre os espaços virtuais (DGAE-2011-2015; Estudo 104 da CNBB).

Nesse contexto precisamos estar preparados para saber nos comunicar da melhor forma possível. Para tanto é necessário estar a par das novas formas de se comunicar. Sendo assim, a implantação da PASCOM constitui um passo importante para que nossas paróquias façam um reto uso das novas mídias. 

 

Estratégias

Realizar uma assembleia diocesana de comunicação, bem como seminários e palestras nas paróquias e foranias; levar o programa –ACORDA PRA VIDA – para todas as paróquias onde têm emissoras de radio funcionando; incentivar para que todas as paróquias tenham seu próprio E-mail, Facebook; celebrar de forma solene o DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS; tornar cada paróquia um correspondente, uma agente de comunicação para alimentação do site da diocese. 

 

Atividades

Assembleia Diocesana de Comunicação com oficinas específicas – Centro Pastoral.

Seminários e palestras – paróquias e foranias.

Dia mundial das comunicações sociais, mês de maio, nas paróquias.

 

Responsáveis

PASCOM, Párocos.


04.  PROJETO PASTORAL MISSÃO JOVEM


Objetivo geral

Proporcionar aos jovens o fortalecimento da experiência discipular com Jesus Cristo, despertando-os para o compromisso com a Igreja para ir, com Cristo, ao encontro de outros jovens.

 

Justificativa

As Diretrizes Diocesanas assumiram os apelos das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2001-2015), para que a Igreja esteja em estado permanente de missão. “A Igreja é indispensavelmente missionária. Ela existe para anunciar, por gestos e palavras, a pessoa e a mensagem de Jesus Cristo” (DGAE-2011-2015, n. 30).Se a Igreja deixar de ser missionária, ela deixa de ser Igreja. Por isso, a Diocese de São Raimundo Nonato, deseja “incentivar a realização de missões jovens” a fim de dar continuidade ao espírito missionário da JMJ-Rio 2013.

 

Estratégias

Convocação de jovens de todas as expressões juvenis para seminários e outros eventos de caráter Missionário, em nível de Diocesano e de foranias, como também, visitas às paróquias a serem missionadas no primeiro semestre de 2014; realização da Semana Missionária em outubro de 2014, janeiro de 2015, março de 2015 e julho de 2015, concluindo esse Projeto Missionário com a realização da Jornada Diocesana da Juventude em outubro de 2015.

 

Responsáveis

Párocos e paróquias a serem missionadas; Setor Juventude; equipes diocesana e paroquial das missões jovens. 

DESTAQUES

 

Além dos projetos pastorais, situações que merecem atenção especial da paróquia


01.  PASTORAL FAMILIAR: preparação de noivos, de pais e padrinhos; apoio a casais, criança, adolescência e juventude.

02.  PASTORAL LITURGICA.

03.  PASTORAL VOCACIONAL.

04.  VISITAÇÃO MISSIONÁRIA ÀS FAMÍLIAS E ACOLHIMENTO DA PESSOA.

05.  FORMAÇÃO DE GRUPOS DE REFLEXÃO

06.  PASTORAL DA PESSOA IDOSA.

PROJETOS PASTORAIS 2013:

Para a efetivação das cinco urgências das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Diocese de São Raimundo Nonato, os participantes da Assembleia Diocesana de 2012 juntamente com seu bispo diocesano, elaboraram quatro projetos pastorais: Ano da Fé; Escola Missionário; Dízimo e Ação social para o ano de 2013.

 

I – ANO DA FÉ:   Celebrar de forma viva e eficaz o Ano da Fé, proclamado pelo papa emérito Bento XVI, a fim de revigorar, aprofundar, testemunhar a fé cristã, despertando o povo de Deus para uma maior participação na vida e missão de nossa Igreja e compromisso com o Reino de Deus.

 

Atividades: Realização de seminários e outros eventos de caráter catequético, em nível de foranias; congresso em nível diocesano e, para o encerramento, uma grande celebração com caravanas de todas as paróquias; caminhada pelas principais ruas de São Raimundo Nonato, concluindo com a celebração eucarística. 

II – PROJETO MISSIONÁRIO

Criaçãoda Escola de Formação Missionária com a finalidade de formar discípulos e missionários leigos e leigos para atuarnas comunidades e paróquias colocando a Igreja Diocesana em estado permanente de missão, oferecendo um curso ministrado em quatro finais de semana. 

III- PROJETO DO DÍZIMO

Implantar e fortalecer o dízimo nas paróquias, como expressão de fé, pertença a Deus, sensibilizando os fiéis à partilha fraterna e corresponsabilidade na sustentação da Igreja e manutenção de seus ministros. 

IV – PROJETO SOCIAL

Contribuir na construção de uma sociedade justa e solidária através da atuação e intervenção cristã nos diversos problemas sociais. Implantar e articular as coordenações das pastorais sociais na diocese e nas paróquias, tendo como referencial a Doutrina Social da Igreja.

Diocese de São Raimundo Nonato - PI

CNBB - Regional Nordeste 4